segunda-feira, 30 de março de 2009

Preços de materiais para a construção civil mais baratos

O governo federal anunciou nesta segunda-feira (30) um pacote de medidas para estimular a economia do país, que atinge setores como o automobilístico, de construção e o tabagista.

O anúncio foi feito pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, em São Paulo. As medidas, que foram assinadas pelo presidente em exercício José Alencar, serão publicadas no "Diário Oficial da União" na terça-feira (31) e passam a vigorar no mesmo dia.

Somente a medida que determina o aumento do imposto do cigarro valerá após 30 dias da publicação, para permitir o ajuste das empresas.

De acordo com o ministro, as medidas voltadas para o setor de construção, que reduz impostos nos produtos de construção, valerão até o programa habitacional, que prevê 1 milhão de moradias, comece a dar frutos.

"Essa redução vai estimular a autoconstrução [pessoas que fazem pequenas reformas], e isso tem impacto muito grande no setor."
____________________________________

O governo está tentando estimular o consumo e ao mesmo tempo dando um caráter de ação social ao seu pacote anticrise. Não há momento mais propicio para fazer negócios do que este.
A Construção Civil e o ramo de decorações de interior estão em festa, com descontos e preços lá em baixo para atrair a clientela.
Com esta redução do IPI, a vida de quem pretende reformar e construir vai ficar ainda mais fácil. Afinal materias como janelas, cimento entre outros que fazem parte da cadeia indutrial, terão seus preços finais diretamente afetados, sendo que já estão em pleno declínio.
Então, vamos ao conselho básico de todo post. Vamos às compras!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário